domingo, 10 de abril de 2011

O que são taninos?

Taninos são polifenóis de origem vegetal. Eles inibem o ataque às plantas por herbívoros vertebrados ou invertebrados, pela  diminuição da palatabilidade, dificuldades na digestão, produção de compostos tóxicos a partir da hidrólise dos taninos e também por microorganismos patogênicos. São geralmente divididos em dois tipos: hidrolisáveis e condensados (protoantocianidinas).
Os taninos hidrolisáveis são hidrolisados por ácidos ou bases fracos produzindo-se carboidrato e ácidos fenólicos. Estes tipos de taninos são encontrado nas folhas e súber de muitas espécies de plantas. Já os taninos condensados são polímeros de 2 a 50 (ou até mais) unidades flavonóides ligadas por ligações carbono-carbono, as quais não são susceptíveis de serem rompidas por hidrólise. Apesar de muitos dos taninos condensados serem hidrossolúveis, alguns deles, os de  grande dimensão são insolúveis em água.
            Devido às suas características, os taninos têm as seguintes aplicações farmacológicas: antídotos em intoxicações por metais pesados e alcalóides; adstringentes; cicatrizantes; antidiarreicos; anti-sépticos; antioxidantes.
O tanino é a substância mais utilizada em todo o mundo para curtir o couro para confecção de sapatos, bolsas, dentre outros. Brasil, África do Sul e China são os grandes produtores mundiais, sendo que no Brasil a produção se concentra no Rio Grande do Sul, através de reflorestamentos com Acácia Negra (Acacia mearnsii). Os estudos sobre melhoramento genético visam a sustentabilidade desta produção, bem como o aumento de produtividade da casca, de onde se retira o tanino e da madeira, que atualmente é toda exportada para o Japão para a fabricação de celulose.

Alimentos que contêm taninos

Cereja, Chá (Camelila sinensis, contém catequinas e outros flavonóides), vinho (sobretudo condensados, mais nos tintos que nos brancos), romã (sobretudo hidrolisáveis, punicalaginas predominantes), dióspiros (devido aos taninos algumas variedades só são comestíveis já muito maduras). A maioria das bagas (arando-vermelho, morango, mirtilo) contém ambos tipos de taninos.

Usos farmacológicos

Devido às suas características (complexação com iões metálicos, atividade antioxidante e sequestradora de radicais livres, complexação com macromoléculas) têm as seguintes aplicações farmacológicas:

Aplicações industriais

Os taninos são ingredientes importantes no processo de fabrico de curtumes. Isto é, no processo de transformação de peles (putrecíveis) em couros (não putrecíveis). A casca de carvalhos é tradicionalmente a principal fonte de taninos para esta indústria, apesar de atualmente serem utilizados também compostos inorgânicos. Existem diversas espécies vegetais que produzem taninos: Quebracho; Barbatimão; Angico; Mangue; Castanheiro europeu; Castanheiro americano; Aroeira; Cajú; Jurema preta; etc. No caso do Brasil a principal fonte de taninos é a Acácia negra, que é uma Mimosaceae originária da Austrália, com cerca de 200 mil hectares de florestas plantadas no estado do Rio Grande do Sul. Industrialmente a sua utilização não se restringe apenas aos curtumes, são tambem utilizados em processos de saneamento, tanto para água de adução como de efluentes líquidos; em processos de purificações de líquidos (combustíveis/gasolina); em processos de perfuração de poços (viscosidade da lama), entre outros.

Referências
http://www.ciflorestas.com.br/texto.php?p=nao_madeireiros
http://pt.wikipedia.org/wiki/Tanino

Nenhum comentário:

Postar um comentário